Um dos primeiros desafios ao decidir implementar uma solução de RPA é decidir qual ferramenta utilizar, dada a quantidade que temos disponível no mercado. Além disso, não existe uma solução absoluta que seja a melhor escolha para todas as empresas, pois dificilmente conseguimos combinar todos os fatores em uma só solução, tal como escalabilidade e performance, integrações, preço, facilidade de uso e etc.

Para isso, nós da inQuesti decidimos apresentar os atributos de cada ferramenta a fim de facilitar a decisão, com base em suas prioridades.

O Quadrante Mágico do Gartner

De acordo com o Quadrante Mágico do Gartner, que é um estudo comparativo entre as ferramentas para identificar tendências do mercado, as três principais e mais completas disponíveis no mercado atualmente são UiPath, Automation Anywhere e BluePrism, como pode ser visto na imagem abaixo.

quadrante magico do gartner para RPA
Quadrante mágico do Gartner para ferramentas de RPA.

Como notamos, há diversas ferramentas e vamos nos concentrar nessas três principais, explorando e comparando suas principais características.

Facilidade no Desenvolvimento

A facilidade no desenvolvimento é um fator importante para se considerar, pois está diretamente relacionada à produtividade e à capacidade de entrega do seu time.

Nesse sentido, quem mais se destaca é o UiPath, onde o desenvolvimento é baseado em seus recursos de Drag-Drop e, por isso, não requer grandes conhecimentos em programação.

Já o Automation Anywhere e o Blue Prism são bem parecidos porque ambos requerem algum conhecimento em programação. A diferença é que no segundo é possível usar o script apenas para gerenciar objetos de negócio.

Abaixo temos uma imagem tirada no site do Gartner onde comparamos as três ferramentas e as respectivas pontuações nesse quesito

comparativo de ferramentas RPA
Comparativo de facilidade de uso em ferramentas de RPA

Lembrando que se por um lado uma ferramenta com maior facilidade no desenvolvimento proporciona ganhos de produtividade, por outro lado pode tirar um pouco da liberdade do desenvolvedor e dificultar algumas tarefas mais complexas que possa surgir no seu projeto. Portanto, o item complexidade da sua automação também deve ser levado em conta além da facilidade que a ferramenta entrega.

Escalabilidade

No quesito escalabilidade a ferramenta Blue Prism é a campeã entre as três por possuir boa performance para execução de tarefas em altas velocidades e complexidade.

Em segundo lugar temos a Automation Anywhere, que possui boa performance para tarefas de até médio nível e velocidade.

Já a UiPath funciona muito bem para projetos de menor complexidade, mas para médias e altas ele não performa tão bem quanto as outras duas.

Integrações

As três ferramentas possuem integração com tecnologias das principais empresas do mercado de software, tais como Microsoft, Google, IBM, Oracle, IBM, Amazon e etc. Por isso, não enxergamos um vencedor nesse quesito, mas caso queira integrar seu projeto a um software mais específico, é importante checar se é possível fazer a integração.

Segue os sites onde você pode encontrar essas informações:

Comunidade e Suporte

Os três possuem suporte e comunidade para te ajudar com dúvidas. Nesse sentido, também não enxergamos um vencedor.

Apesar disso, segue a avaliação do Gartner:

Comparativo de Serviço e Suporte em RPA
Comparativo de Serviço e Suporte para ferramentas de RPA

Custo

Por fim, em termos de custos, o UiPath é o que mais se destaca por oferecer tanto uma versão free quanto uma versão licenciada com trial.

Em segundo lugar, o Automation Anywhere oferece a versão community edition e a versão licenciada.

Já o Blue Prism não oferece trial e é possível usá-lo apenas através de licenciamento.

Conclusão

Considerando todos os quesitos, a ferramenta que mais se destaca é a UiPath, seguido pela Automation Anywhere e a Blue Prism.

Isso não significa que a decisão pela ferramenta deve ser tomada apenas na colocação final. Se você busca implementar projetos de baixa complexidade onde o custo é um fator importante e queira alta produtividade, então talvez o UiPath atende muito bem suas necessidades. Mas, se precisa de projetos com alta performance para automatizar tarefas muito complexas onde dispõe de um time que tem algum conhecimento em programação, então terá que partir para uma das outras duas ferramentas.

Para encerrar, deixo uma página da Gartner onde você pode fazer o comparativo entre as alternativas e, inclusive, com outras ferramentas além das três estudadas. Você pode acessar clicando aqui.